o Mundo do SAX , Emblema Entrevista : ED FOGAÇA

                             



                           Gente, primeiramente queria demonstrar meus sinceros agradecimentos ao tempo cedido de ED FOGAÇA Saxofonista músico talentosíssimo  Para nós aqui no Emblema ,um cara bacana de se conversar , sempre positivo e  trabalhador, que corre atrás das coisas , que é professor , dono de um domínio surreal do equipamento (SAX) e a gente segue nessa rotina ( nunca é rotina) de promover arte independente no Brasil


aproveitem bem esse bate papo !




1 Para quem não conhece o ainda conte um pouco sobre ED FOGAÇA..
Comecei a estudar saxofone aos 13 anos no Conservatório de Tatuí SP,por sugestão do meu pai,pois até então não conhecia o instrumento saxofone ,me formei nos cursos de saxofone erudito e popular. O curso Popular veio mais tarde quando estava praticamente terminando o curso erudito, e hoje trabalho mais na área popular profissionalmente, a formação erudita me ajudou na técnica do instrumento e também para trabalhar como professor no instrumento. Dentro do conservatório participei de várias formações de grupos musicais, como também estudei técnicas de composição.
2 e o cd Samba trocado?poderia nos falar um pouco?
O Cd "Samba Trocado" , levou 2 anos para ser gravado, comecei gravando com dinheiro do meu bolso, mas não consegui concluir, assim esse projeto ficou parado quase um ano, em seguida um aluno me fez uma doação espontânea, onde consegui avançar mais um pouco e consegui concluir com um projeto de lei de incentivo á cultura em 2007. Não esqueço a grande contribuição dos músicos que participaram desse Cd, onde não cobraram absolutamente nada!!! 
O Cd tem 10 faixas, onde 3 músicas eram antigas composições que já estavam sendo tocadas em um grupo instrumental que eu participava na cidade são Paulo. O restante das faixas fui compondo durante o processo de gravação durante o tempo que durou até o término.
Para economizar com hora/estúdio, ensaiávamos de manhã e gravávamos a tarde, uma vez por semana. O lançamento do Cd foi no Sesc Pinheiros.
Meu objetivo com cada faixa era que representasse um poucos dos ritmos brasileiros.
* Curiosidade: A musica "Samba Trocado", que leva o nome do Cd, na verdade era uma balada sem nome que com algumas alterações rítmicas e um nome, virou samba.
3 Qual seu top 3 do sax ?
Não posso deixar citar os mestres : Charlie Parker, John Coltrane e Sonny Rollins. Acredito que quem quer estudar improvisação seriamente, tem que estudar a arte desses mestres.





4 Qual seu artista preferido e porque?

Eu sou fã do saxofonista Michael Brecker, acho um instrumentista completo, estudou os mestres, como ele disse em uma entrevista em S.Paulo. Tocava bem jazz, pop, com uma técnica que não ouvi nenhum saxofonista ter.Acredito que ele era um músico ,artista acima da média. Acredito que dentro da história do saxofone ele será um marco.
A minha composição " É Du Arthur", em homenagem ao meu filho, a introdução dessa música foi inspirada em um Cd do Brecker que estava ouvindo na época.


5 Ed , você nasceu em Tatui -SP?
Nasci em Uruguaiana RS, e com 3 anos vim para Tatuí.Minha mãe e sua família são de Tatuí.
5 .1 quantas cidades já morou e como é a noite do Sax nelas..
Morei nas cidades de S.Paulo e Rio de Janeiro, sempre costumo dizer que, o que sei sobre música hoje 50% aprendi no conservatório e 50% na noite. Eu tive a sorte de pegar o finalzinho da orquestras de bailes( big bands) na cidade de S.Paulo, isso me fez crescer muito musicalmente, tocando com músicos experientes, recebendo grandes dicas e as vezes broncas, mas tudo foi importante para minha carreira profissional. No Rio de Janeiro tive a oportunidade trabalhar com cantores, não famosos, mas era outra formação musical, com objetivos diferentes, com um jeito mais livre de tocar, usando muita improvisação.S.Paulo mais bailes e gravações, no rio pequenos shows e algumas gravações.
6 conte nos um pouco sobre sua maior paixão ..tirando o sax ! 
Gosto de ler,bons filmes, gosto de filosofia, espiritualidade, tudo que me faça refletir , pensar, gosto de uma boa "conversa filosófica", acho muito importante, hoje vejo alunos pensarem apenas em música apenas, sendo que música é muito mais que estudar exercícios técnicos específicos, improvisação...


7 vimos em um vídeo que começou a tocar aos 17 como freelancer , conte nos um pouco dessa época
Sim... gosto de lembrar que sempre recebi ajuda de professores e amigos na música. Nessa idade eu estudava muito saxofone, várias horas por dia e meu professor  vendo minha dedicação arrumou meu primeiro emprego como músico em uma orquestra de baile, onde comecei a viajar muito por esse Brasil, pois nessa época não tinha dinheiro nem para comprar uma palheta, era meu professor que me dava. Economizei e tive meu primeiro saxofone aos 18 anos, ou seja, 5 anos depois de ter começado a estudar saxofone, eram outros tempos, hoje esta bem mais fácil de adquirir um instrumento.
8 é possível diferenciar o músico (sentimental) do professor ( profissional) na hora das cobranças aos alunos? 
Ensinar exige conhecimento, dedicação e responsabilidade...ensinar também é uma arte. Acredito que certos músicos não estudaram para dar aulas e por falta de opção, começam a dar aulas, alguns conseguem sucesso, mas outros não conseguem passar seus ensinamentos de maneira que o estudante possa entender, e essa situação tem trazido muitas frustrações por parte dos alunos e até do próprio músico.Acredito que na música ,pelo menos nessa área que conheço um pouco, o papel do professor é mostrar caminhos e corrigir pequenos desvios, jamais impôr uma ideia musical, estilo, imitar o próprio professor, isso seria uma cópia, tirando toda personalidade e criatividade própria de cada um. O professor tem que conhecer o tempo (velocidade) de aprendizagem de cada aluno, cada um tem um tempo para assimilar conteúdos, assim o ensino não pode ser igual para todos, pode -se usar o mesmo material, pois música é um estudo específico, não tem, como pular etapas, mas deve ser ensinado no tempo de cada aluno, sem pressão sem stress, sem cobranças excessivas, e sim mostrar e levar a responsabilidade de aprendizagem também para o aluno, mostrar, se ele não se dedicar, não vai evoluir.




8.1 como é pra você que inclusive cursou pedagogia fazer essa diferenciação.
Hoje temos alunos que querem ser músicos profissionais e alunos que querem aprender música como hobby, acredito que a maneira de passar o conteúdo e as devidas cobranças são diferentes, o professor tem que ter essa sensibilidade. O conteúdo básico na minha opinião deve ser passado independente do caminho que o aluno quer para si. Mesmo o aluno optando em estudar por hobby o professor deve ensinar música onde o aluno possa entender os conceitos e exercícios de forma consciente.


9 qual sonho ainda não realizou? e ainda tem motivação pra faze lo?
Já realizei vários sonhos, mas talvez gravar um  o segundo Cd, com uma formação instrumental maior e que eu possa mostrar esse trabalho fora do Brasil também...
10 já foi convidado a fazer algum trabalho com pessoas ligadas ao hip hop?
Não, mas tive aluno que estava trabalhando com hip hop, incentivei...
11 o que o Ed Vê nos movimentos sociais que procuram incentivar o jovem a tocar instrumentos?
Então... vejo que precisamos ter sensibilidade em separar projetos sociais ,de projetos ligados apenas ao ensino musical, para mim tem diferença. Acredito que alguns projetos sociais com musica não estão funcionando, porque colocar 30 alunos dentro de uma sala para tocar o mesmo instrumento seria um "crime educacional", volto a repetir, cada um tem um tempo para aprendizagem,mas sabemos que para alguns governantes, o importante é quantidade e não qualidade. Mas com o objetivo de tirar jovens das ruas , do mundos da drogas e prostituição, o projeto social tem seu valor, mas musicalmente com poucos resultados satisfatórios...
12 como é pra você ter seus métodos de ensinos de Playback sendo usados em escolas em diferentes regiões do Brasil?
É uma grande satisfação, pois foi uma maneira de buscar deixar o ensino musical no saxofone e flauta, principalmente para iniciantes mais musical digamos, sem exercícios técnicos repetitivos, cansativos.Com essa maneira de ensinar desde a primeira aula o aluno tocar seu primeiro exercício acompanhado por um playback , acredito que traz mais ânimo e incentivo o aluno iniciante a continuar seus estudos, as aulas ficam mais dinâmicas, facilitando também o trabalho do professor e tenho recebido elogios de vários professores de diferentes regiões do país.
13 conte nos sobre suas experiências internacionais com músicos e ou fãs.
Trabalhei pouco fora do Brasil, meu maior período no exterior foi em um trabalho na Itália de 20 dias, mas por onde toquei a musica brasileira sempre foi muito bem recebida, infelizmente ou felizmente , bem mais que no Brasil...
Meus maiores fãs sempre foram meus alunos, pois sempre tentei ajuda-los da melhor maneira possível. Hoje em dia por estar envolvido em outros projetos, reconheço que minha atenção diminuiu bastante para meus alunos, mesmo porque diminui muito o numero de aulas por falta de tempo... Mas com relação ao meu trabalho profissional como musico procuro buscar pessoas que gostem da minha música, não fãs...rsrs..
14 deixe nos um recado a todos que acompanham o Emblema
Seja você musico estudante, profissional, produtor, compositor, buscar sempre o originalidade,  o verdadeiro sentido do seu trabalho, de forma consciente e honesta. Buscando sempre melhorar o mercado com produtos de qualidade, e esse mercado, esse cenário esta precisando e muito ser melhorado e só os verdadeiros artistas e profissionais podem reverter essa situação...
ED FOGAÇA
COMPARTILHAR:

+1

2 Responses to " o Mundo do SAX , Emblema Entrevista : ED FOGAÇA "

  1. Quero agradecer imensamente esse convite para esse bate papo...belo trabalho do Emblema Selo Independente(Sinal)...obrigado e sucesso!!!👍🎶🎵🎷

    Ed Fogaça

    ResponderExcluir
  2. Excelente mestre, exemplo de profissionalismo e amor ao ensino da música, espero um dia poder aprender um pouco com ele, sou grande admirador só seu trabalho!!!

    ResponderExcluir

Comente com o Facebook:

Total de visualizações

Seguidores